fbpx

SONOLÊNCIA E DIREÇÃO: UMA DUPLA FATAL

SONOLÊNCIA E DIREÇÃO: UMA DUPLA FATAL

O sono é um problema mais sério que o álcool, diz especialista

Segundo um estudo nacional, publicado na Revista Brasileira de Psiquiatria, a sonolência excessiva acomete entre 2 e 5% da população, gerando prejuízo nos estudos, trabalho, relações familiares e sociais, alterações neuropsicológicas e cognitivas, além de risco aumentado de acidentes.

“As pessoas devem ser orientadas a não dirigirem mais que três horas seguidas, é preciso fazer pausas. Apesar de a legislação brasileira hoje permitir, o recomendado é nunca dirigir mais de 8 ou 9 horas por dia”

Estimativas internacionais apontam que entre 17 e 19% dos acidentes de trânsito estão relacionados à sonolência excessiva diurna e, entre 7 e 9% de todas as mortes são atribuídas a essa condição. O professor de Biologia do Sono, Marco Túlio de Mello, da Universidade Federal de Minas Gerais, desde 1995, realiza pesquisas relacionadas ao tema. “No Brasil, não temos dados estatísticos que mostrem o número de acidentes provocados por motoristas que dormem na direção. O que mais preocupa é o quanto as pessoas não percebem a gravidade de ignorar o sono, seja ao dirigir ou no trabalho, principalmente noturno ou em qualquer outra atividade”.

De acordo com Mello, aplicando a média mundial, aproximadamente 50 mil pessoas morrem por ano, devido ao sono na direção, no país. “É um número alarmante! As pessoas devem ser orientadas a não dirigirem mais que três horas seguidas. É preciso fazer pausas. Apesar da legislação brasileira hoje permitir, o recomendado é nunca dirigir mais de 8 ou 9 horas por dia. Além disso, ficar cerca de 19 horas acordado, compromete a condição motora, atenção, concentração e processo de decisão”, salienta.

Um dos estudos, do qual o especialista participou, mostra que 16% dos condutores de ônibus interestaduais assumem que já dormiram ao volante. Isto revela uma média de oito cochilos por viagem, sendo que 38% destes motoristas foram diagnosticados com apneia obstrutiva do sono.

“Os períodos em que a sonolência é mais acentuada são aqueles que coincidem com o declínio da temperatura corporal”

SINAIS DO SONO

O corpo sinaliza a chegada do sono, no entanto, muitas vezes os indícios não são levados em consideração. Negar o cansaço é o primeiro deles. Por isso, a conscientização é o primeiro passo para minimizar os riscos. A dificuldade em se manter alerta, os bocejos seguidos, a sensação de olhos com areia e pesados e piscar com frequência são outros sintomas da sonolência.

Alguns estudos relatam que os horários também podem tornar o risco de acidente maior. “Os períodos em que a sonolência é mais acentuada são aqueles que coincidem com o declínio da temperatura corporal, ou seja, entre 12h30 até 15h e de 3h30 da manhã até 6h, sendo que este último intervalo é o mais crítico, devido à liberação da melatonina”, explica o professor da UFMG.

As principais causas de sonolência excessiva são a privação crônica de sono, devido à jornada de trabalho com mais de nove horas, pouco tempo de descanso e alguns distúrbios do sono, como a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Completam este perigoso quadro a narcolepsia, a Síndrome das Pernas Inquietas, o Distúrbio do Ritmo Circadiano, além do uso de drogas e medicações.

“Mais de 30% das CNHs – Carteira Nacional de Habilitação, categorias C, D e E deixaram de ser renovadas por causa do teste toxicológico que está sendo realizado agora”, diz Mello.

Para Marco Túlio, álcool e sono são duas condições perigosas para a direção, mas o sono tem um agravante. “A questão de dirigir após ingerir bebida alcoólica, tem grande repercussão na mídia, é um problema de larga amplitude, só que é de conhecimento da população e há como coibir e fiscalizar. Já o sono, não. Estar com sono ou cansado é subjetivo. A sonolência é algo sério e é fundamental que as pessoas que têm dificuldade em ter um sono reparador procurem um médico especialista em sono, para que a patologia seja tratada e o indivíduo bem orientado”, conclui.

 

Fonte: http://studylibpt.com/doc/3759541/dire%C3%A7%C3%A3o-e-sono–uma-dupla-fatal

Compartilhar:

Postar Comentário

WhatsApp chat