fbpx

APNÉIA OBSTRUTIVA EM CRIANÇAS

APNÉIA OBSTRUTIVA EM CRIANÇAS

Estamos habituados a compartilhar dicas odontológicas valiosas aqui no Blog. Hoje vamos mudar um pouco o foco e mostrar como é possível  reconhecer a apneia em crianças. E o melhor, prevenindo e reduzido o tempo e o custo de um tratamento mais complexo. Confira abaixo, as causas, os sintomas e o tratamento para Apnéia em crianças.

Causas

Obstrução das vias aéreas superiores por hipertrofias, edemas de origem alérgicas, etc.

Sintomas

Quase toda criança afetada ronca.

Sintomas noturnos, podem incluir sono agitado, respiração bucal, sudorese noturna e confirmação da apneia testemunhada pelos responsáveis, na PSG.

Sintomas diurnos podem apresentar respiração bucal por obstrução nasal, rinites, cefaleia matinal, alteração comportamental, irritação e problemas de concentração. Desta forma, pode comprometer relacionamento, desempenho escolar e aprendizagem.

As crianças podem ter enurese noturna, voltando a fazer xixi na cama.

A sonolência diurna excessiva é menos comum nelas, do que entre adultos com AOS, sendo mais comum observamos irritação e hiperatividade.

Diagnóstico

Baseia-se em relato sobre o sono e nos resultados da Polissonografia. O tratamento geralmente consiste em desobstrução das vias aéreas superiores e correção ortodôntica ou ortopédica funcional dos maxilares.

As complicações da AOS podem incluir hipertensão pulmonar, perturbações do crescimento, uma vez que o sono agitado, pode não permitir alcançar as fases mais profundas do sono, quando são produzidos, por exemplo, o hormônio de crescimento.

A avaliação ortodôntica das arcadas dentárias, na infância, pode alertar para interceptação e tratamento precoces destas anormalidades anatômicas, faciais, nasais, ou orais, que contribuem com a apneia obstrutiva.

Tratamento

Para o tratamento do Ronco e Apneia na infância é envolvida uma equipe que, mais comumente é composta de:

1.Otorrinolaringologista – desobstruindo as vias aéreas superiores.

2.Ortodontista – tratando, o mais precocemente possível, dos efeitos ósseos e dentários causados pelo tempo que a obstrução atuou na forma dos maxilares, de preferência, antes ou durante a troca pelos dentes permanentes.

3.Fonoaudióloga – Pode tratar antes, durante ou depois da ortodontia. Com exercícios, reabilita a função das arcadas, após o restabelecimento forma das arcadas, da função nasal, adequando o equilíbrio de forças que vai estabilizar todo o tratamento.

 

 

Teste disturbios respiratórios

 

 

 

 

Compartilhar:

Postar Comentário

WhatsApp chat